Cerveja engorda?

Cerveja engorda?

Cerveja engorda? Muita gente tem essa duvida, vamos esclarecer tudo hoje.

Fala Galera! Seguindo com os nossos temas coqueteleiros, hoje temos um assunto que muito nos interessa, a tal pergunta do século que faz muitos apreciadores perderem horas de sono: Cerveja Engorda?

A quem seja cara de pau de responder “não é a cerveja que engorda, é você!”. Mas a verdade é a mais sincera de todas, você descobre a seguir:
Tarefa tão árdua quanto responder essa pergunta é definir sua origem, mesmo sendo considerada tão antiga quanto a própria agricultura, o vinho e o próprio pão, dizem que o processo de fermentação característico da bebida foi descoberto por acaso há 10.000 anos! Processo que foi várias vezes repetido e melhorado, até a obtenção da técnica atual, da qual é considerada a “bebida divina” desde os antigos sumérios, já que ela era oferecida aos deuses.
Assim como todo alimento, a cerveja também possui calorias, e dependendo da quantidade que você ingerir essa soma vai aparecer! Felizmente, se compararmos a quantidade calórica dela com outros alimentos ela não será a maior vilã da dieta, como por exemplo contra uma porção de batata frita que tem em média 1000 calorias, uma lata de cerveja apresenta somente 147 calorias! Na prática, ela contém até menos calorias que uma taça de vinho ou um copo de suco de laranja!
Como quase todas as coisas da nossa vida, a fórmula chave para fazermos tudo saudavelmente é a moderação! Assim como tudo em excesso faz mal, cerveja demais também engorda, ainda mais aliado a hábitos não saudáveis! Se você beber demais e ainda ter uma má alimentação ou não praticar exercícios físicos vai se sentir mal, situação diferente de quem bebe quase todos os dias (moderadamente) e pratica exercícios físicos regularmente, além de ter quem defenda que um ou dois chopes por dia diminua o risco de diabetes, hipertensão e até osteoporose!
Seja qual for a sua preferência dentre os diversos tipos, podemos destacar as seguintes:

Cerveja engorda? artesanais

Trappiste

Cerveja de alta fermentação produzida em apenas seis mosteiros na Bélgica e na Holanda. Geralmente, são fechadas com rolhas e a fermentação continua na garrafa, possuindo grau alcoólico alto (8%) e sabor forte levemente apimentado, por causa do tipo de lúpulo utilizado.

Weissbier

Em alemão, weissbier significa “cerveja branca”, uma referência ao uso de trigo em vez de cevada para fazer malte. Com alto teor alcoólico (5%) têm aromas que lembram maçã cozida e cravo.

Pale Ale

Ao contrário dos outros tipos de alta fermentação, normalmente ela é dourada, com gosto único de frutas, surgiu na Alemanha no século XVI.

Dry Stout

De cor quase totalmente negra, originária da Irlanda e produzida tanto por alta como por baixa fermentação. O gosto seco e amargo da torragem do malte e da cevada lembra um pouco o sabor de café.

Bock

Muito apreciada no inverno, único período do ano em que é produzida, a bock é uma variedade escura e forte por causa do malte bem torrado e do lúpulo amargo.

Draft

Com menos de 5% de teor alcoólico, é o tipo mais popular nos Estados Unidos. Também pertence à família de baixa fermentação – a diferença é que a draft não passa pelo processo de pasteurização, mas por uma filtragem que retira microrganismos e aumenta sua validade.

Pilsen

O tipo mais conhecido no Brasil pertence à família das cervejas de baixa fermentação e surgiu em 1842, na cidade de Pilsen, na República Tcheca. Em geral, têm teor alcoólico de 5% e lúpulo amargo, que causa aquela sensação de boca seca. O chope é uma pilsen, mas por não ser pasteurizado, só dura um mês.

Framboise

Criada no século XVII, essa cerveja belga é a única feita com a fermentação espontânea dos próprios microrganismos do ar. Por isso, sua qualidade varia muito. Para diminuir a acidez do sabor, os inventores acrescentaram xarope de framboesa, gerando a cor avermelhada dessa variedade.

Cerveja engorda? Tipos de cerveja

Estudos diversos comprovam inclusive que é um mito a tão famosa “barriga de cerveja” de que todo o mundo tanto fala! Pois além de ser uma bebida com gás (que dá aquela sensação de estufamento) não é necessariamente a cerveja que engorda, é o modo como você bebe essa cerveja e a dieta que você faz. Como o vinho e a sidra, a cerveja é uma bebida fermentada a partir de um cereal, e se consumida com moderação não só não engorda como ainda tem ácido fólico, vitaminas, ferro e cálcio!
Porém nem só de coisas boas a cerveja é feita, pois o excesso de álcool aumenta o risco de doenças no fígado e a cerveja pode ocasionar isso tanto quanto qualquer outra bebida.

Cerveja engorda? Hamburgers
Infelizmente, para quem esta fazendo dieta principalmente, devemos lembrar também que na grande maioria das vezes a cerveja vem acompanhada dos famosos petiscos (amendoim, batata frita, salgadinhos, entre outros) que também trazem mais calorias e contribuem para o ganho de peso.
Por outro lado, há uma pesquisa que diz que mulheres que consumam bebidas alcoólicas tendem a engordar menos 😉 , além de médicos estudiosos que afirmam que quando consumida com moderação (até dois copos por dia) a cerveja faz com que você belisque menos entre as refeições e sinta menos vontade de comer doces! Um dos exemplos é que os japoneses consomem mais cerveja que os alemães e ainda assim são mais magros.
Popularmente chamada de “pão líquido”, essa bebida divina e que atualmente recebe diversas combinações (com groselha, com energético, com vinho, entre outros) não é tão maléfica quanto pensávamos (seja qual for o seu tipo de preferência)! E para te ajudar na hora de beber, seguem algumas dicas para não engordar tanto, ou pelo menos ficar com menos ressaca:

Intercale sempre um copo de água entre as bebidas. Além de beber menos, você ainda garante uma manhã melhor!

Tome cuidado com os petiscos que acompanham a bebedeira, lembre-se de que o álcool também é carboidrato e ele será usado como energia pelo seu corpo quando você está bebendo. Se você ainda ingerir mais calorias além do álcool enquanto está bebendo, terá mais energia disponível do que você gastará e acabará acumulando essas calorias a mais como gordura no corpo.

Faça exercícios intensos algumas horas antes de beber (além de regularmente), pois assim seu metabolismo estará acelerado e conseguira lidar melhor com as calorias que consumirá!

Enfim, a grande verdade é que como tudo na vida, o segredo é o equilíbrio! Pois se você gosta realmente de beber uma cervejinha, beba com qualidade, evitando exagerar nos petiscos, praticando exercícios físicos e mantendo uma dieta equilibrada durante o seu dia-a-dia, pois assim você se prepara e seu corpo não vai considerar como excesso o que consumir! E agora, livre de culpas, um brinde! Tin tin! 😀

Cerveja engorda? Galera bebendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *